#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears

Britney Spears, a eterna Princesa do Pop, é uma das estrelas de Hollywood mais visadas pela mídia, tanto pelo seu sucesso e grandes hits como pelas suas polêmicas na vida particular. Principalmente nos anos 2000, a artista era alvo constante do assédio de paparazzis. 

Depois da proporção dos assédios às estrelas Whitney Houston e Lady Diana, Britney Spears foi a única que sofreu tamanha pressão da mídia. Recentemente, a artista voltou aos holofotes depois que seus fãs fizeram manifestações e subiram a hashtag FreeBritney. Existe uma teoria da conspiração que explica o que está por trás deste movimento. 

ANÚNCIO
#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Reprodução/Internet)

Neste post você vai encontrar o seguinte conteúdo:

  • História e carreira de Britney Spears;
  • Relacionamentos e maternidade;
  • Problemas com álcool e drogas;
  • Como surgiu o movimento #FreeBritney;
  • Teoria da conspiração envolvendo a cantora.

Quem é Britney Spears, a Princesa do Pop

Britney Jean Spears nasceu em Louisiana, no estado de Mississippi, Estados Unidos, em 1981. Ela é filha de Jamie Parnell Spears e Irene Bridges. Aos 3 anos de idade, Britney começou a fazer aulas de dança para depois se envolver com o canto. 

#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Reprodução/Internet)

Quando criança participou de musicais até chegar no programa de televisão norte-americano Star Search. Celebridades como Beyoncé e Justin Timberlake também passaram pelo show de talentos, mas assim como Britney não ganharam. Depois da visibilidade que ganhou no programa, a cantora foi chamada para o Clube do Mickey.

ANÚNCIO

 Lembrando que ela já tinha feito audições, mas não foi aprovada pelo diretor por ser muito nova. Junto com Britney, também passaram nas audições os artistas: Justin Timberlake, Christina Aguilera e Ryan Gosling. Todos eles ainda são famosos hoje em dia. 

O que aconteceu depois do Clube do Mickey 

Em 1996, último ano em que o Clube do Mickey foi ao ar, Britney voltou para Louisiana e retornou à vida escolar. No entanto, isso não era o que a artista queria, por isso começou a gravar demos. Com isso, ela quase entrou para uma girlband em que Nikki DeLoach, uma de suas ex-colegas da Disney, fazia parte. 

As coisas não deram certo para Britney logo no começo. Prova disso é que três executivos diferentes rejeitaram suas demos da artista, afirmando que a indústria da música não precisava de uma nova Madonna. Naquela época, o mercado musical estava de olho em grupos como Spice Girls e BackStreet Boys. 

ANÚNCIO

Mas a intenção de Britney era ser uma artista solo, por isso não desistiu. Tempos depois, a gravadora Jive Records mostrou-se interessada em fechar contrato com a loira depois de ouvi-la cantar Whitney Houston.

Ascensão da carreira 

Já no final de 1997, a norte-americana foi para a Suécia com um grupo de produtores. Um deles era Max Martin, nome bastante conhecido no universo Pop. Ele já trabalhou com cantoras como Kelly Clarkson e Katy Perry. 

#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Reprodução/Internet)

Max Martin foi quem apresentou nada mais e nada menos que o hit Baby One More Time à Britney Spears. Um fato interessante é que a música não foi escrita para a loira, mas sim para a girlband TLC, mas o grupo rejeitou. 

Então, em janeiro de 1999, a música foi lançada no gênero Pop Teen que estava fazendo sucesso naquela época. Em outubro do mesmo ano, a artista lançou seu primeiro álbum que também recebeu o nome de Baby One More Time. A cantora vendeu 500 mil cópias no primeiro dia de lançamento.

Sucesso do álbum “Baby One More Time”

Na época do lançamento de seu primeiro álbum, Britney tinha apenas 16 anos. Com aproximadamente três meses na lista da Billboard, o hit atingiu o 1º lugar das paradas. O disco também tinha outras músicas de sucesso como “Sometimes”, “Born To Make You Happy” e “You Drive Me Crazy”. 

Por ser muito jovem e com um Pop mais juvenil, a artista foi menosprezada no início da carreira. Alguns críticos chegaram a falar que Britney não duraria muito tempo na indústria. Todavia, com o passar do tempo, ela se consolidou na música e vendeu 25 milhões de cópias de “Baby One More Time”. 

A loira também quebrou outros recordes como ser a artista que mais vendeu disco antes dos 20 anos. Já em 2000, a cantora se preparava para lançar seu segundo álbum, o disco “Oops!… I did it again”, que vendeu 20 milhões de cópias em todo o mundo. 

Relacionamento com Justin Timberlake 

A princesinha do Pop não chamava atenção apenas por suas músicas. Em 2001, Britney Spears e Justin Timberlake, na época integrante do grupo NSYNC, surpreenderam a todos ao aparecerem juntos no MTV Video Music Awards (VMA). Eles formavam o casal mais badalado dos anos 2000.

#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Reprodução/Internet)

Lembrando que Timberlake foi colega da loira no Clube do Mickey. Até hoje os fãs especulam se o relacionamento era real ou apenas marketing. Após dois anos de namoro, os artistas anunciaram o término da relação

Logo em seguida, Justin, seguindo carreira solo, lançou o videoclipe da música Cry Me a River o que foi um “bafafá” na mídia. A música fez com que o público passasse a especular uma possível traição da ex-namorada. 

Rumores de traição 

Conforme o jornal The Sun, Britney teria se aproximado do coreógrafo Wade Robson, que inclusive chegou a trabalhar com Justin. Os rumores também apontaram que o cantor encontrou um bilhete de Robson no quarto da loira.

Para desmentir todas as especulações, Spears chegou a dizer à mídia que o término do namoro não foi por traição. Na verdade, ela tinha planos de casar e o ex-namorado não compartilhava os mesmos planos. Já Timberlake nunca confirmou se houve traição. 

“Ainda estou sofrendo, mas estou tentando ver isso como uma experiência. O pior é que todo mundo quer falar comigo sobre isso. Onde quer que eu vá, as pessoas perguntam como eu estou. É uma sensação estranha se acostumar a ficar solteira de novo, mas acho que terei que lidar com isso”, declarou Britney ao The Sun.

Casamento e maternidade 

Em 2003, Britney lançou o álbum “In the Zone” que contou com o “hit Toxic”. Apesar de emplacar diversas músicas do disco, a cantora estava prestes a protagonizar algumas polêmicas que viriam a marcar sua carreira. 

#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Reprodução/Internet)

No ano seguinte, a loira viajou para Las Vegas com Jason Allen Alexander, seu melhor amigo de infância, com quem se casou durante essa viagem. O casamento se tornou o mais rápido da história, já que foi anulado 55 horas após a cerimônia. 

Para anular a união, Britney alegou que não estava 100% consciente quando assinou os papéis. Em julho do mesmo ano, ela se casou com o dançarino Kevin Federline, o pai de seus dois filhos. 

Na época, a união dos dois deu o que falar, já que Kevin tinha rompido seu relacionamento com a atriz Shar Jackson há pouco tempo. Após o nascimento do primeiro filho, que aconteceu em 2005, os paparazzi começaram a assediar ainda mais a artista

Divórcio e problemas com paparazzi

Em 2006, a cantora passou a maternidade da cantora passou a ser criticada. Paparazzi chegaram a flagrar Britney dirigindo com o bebê no colo e com a criança segurando o volante. Inclusive, ela foi denunciada pela prática. 

A norte-americana teve seu segundo filho em setembro daquele mesmo ano e, apenas dois meses após o nascimento do bebê, Britney pediu divórcio de Federline. O processo teve fim apenas em 2007, quando ficou decidido que compartilhariam a guarda dos herdeiros.

Com a pressão de ser uma superstar em Hollywood, superando um divórcio recente, e com o assédio intenso da mídia, Britney Spears viveu o pior momento de sua carreira. Isso ficou exposto ao mundo todo, quando cenas de Britney chorando perto dos filhos eram gravadas por paparazzi.

Por que Britney raspou o cabelo?

Com todas essas crises, Britney entrou em colapso. Em fevereiro de 2007, a cantora decidiu raspar todo o seu cabelo, o que foi registrado pela mídia. Naquele mês, a loira passou a ocupar todas as capas de jornais em razão das polêmicas. 

#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Repodução/Internet)

Uma cena que marcou esse período foi a da artista batendo no carro de um paparazzi com um guarda-chuva. O que deixou nítido o nível de estresse e o quão cheia ela estava com as perseguições. 

Nesse ínterim, a estrela enfrentou problemas com álcool e drogas chegando a ser internada em uma clínica de reabilitação e a passar por avaliação de saúde mental. Com a imagem prejudicada, em outubro de 2007, ela perdeu a guarda dos filhos para o ex-marido e ficou sob tutela de seu pai, Jamie Spears. 

Retorno oficial à indústria da música

Pouco mais de 1 ano depois, Britney lançou o disco Circus. A cantora prosseguiu sua carreira fazendo turnês e lançando músicas. No entanto, mesmo com a superação na vida profissional e pessoal, a norte-americana continuou sob tutela de seu pai, Jamie Spears, o que chamou atenção dos fãs.

O que levou os fãs a fazerem o movimento #FreeBritney?

Agora, aos 39 anos, os fãs ainda estranham o fato da cantora ser tutelada pelo pai. Esse descontentamento fez com que o público que acompanha a carreira da estrela expressassem a sua insatisfação na internet. Com isso, lançaram o movimento #FreeBritney (Liberte Britney, em português). 

#FreeBritney: conheça a teoria da conspiração que envolve Britney Spears
Fonte: (Reprodução/Internet)

Os fãs criaram o que parece ser uma teoria da conspiração. Eles parecem estar totalmente convencidos de que a própria Britney quer se “libertar” do vínculo legal. No intuito de ajudar a artista, os fãs usaram a hashtag para chamar a atenção de todos para o que eles consideram estranho sobre a tutela de Jamie Spears.

A tutela é concedida pela Justiça quando entende que um indivíduo não tem capacidade para cuidar de si e nem de administrar suas próprias finanças. Nos últimos 12 anos, os documentos sobre essa decisão foram ocultados, mas recentemente a artista pediu para que algumas partes sejam compartilhadas com o público. 

Por que o público está preocupado com Britney?

Os questionamentos dos fãs sobre a tutela de Britney não é de hoje, inclusive, esse movimento veio anos atrás. No entanto, a iniciativa ganhou mais força após um advogado anônimo afirmar, em um episódio do podcast de Britney ‘s Gram, estar preocupado com o fato do pai da estrela pop ainda controlar sua vida.

Como prova da insatisfação do público, o site FreeBritney.net publicou uma texto explicando por quais motivos discordam da tutela e porque acreditam que Britney não precisa mais da medida. Além disso, os fãs demonstraram que acham estranho a vontade de Jamie Spears ser o único responsável pelas finanças da filha. 

“Durante os doze anos de tutela de Spears, ela fez várias turnês pelo mundo, lançou vários álbuns e trabalhou em uma variedade de programas de televisão. Seus conservadores decidem se ela trabalha ou não, já que ela não pode firmar contratos para si mesma porque legalmente não é ela mesma. Britney Spears precisa da permissão de seus conservadores para sair de casa ou gastar seu próprio dinheiro,”  publicou o site.

Quando Britney ficará “livre”?

Em 2019, Jodi Montgomery passou a ser o tutor de Britney em razão de seu pai ter tido problemas de saúde. Ao que tudo indica, a cantora prefere que as coisas continuem assim. Segundo documentos judiciais obtidos pela revista People, a estrela declarou que prefere tê-lo como um de seus responsáveis do que seu pai como único conservador. 

Britney expressou por meio de seu advogado que deseja recuperar sua autonomia de forma gradual e tomar decisões sobre sua carreira profissional. Pode ser que isso esteja próximo de acontecer, já que a tutela da popstar foi estendida para 2021 e o pedido da cantora de remover seu pai permanentemente como conservador será avaliado este ano.

Não há posts para exibir